17/07/2017

Irmão do cantor Saulo, Séo Fernandes deixou o carnaval e hoje anuncia o Evangelho

GUIAME
Séo fala sobre seu testemunho de vida e a nova fase na música cristã. Fonte: Guiame. Séo fala sobre seu testemunho de vida e a nova fase na música cristã. Fonte: Guiame.

Irmão do cantor Saulo, ex-vocalista da Banda Eva, Séo Fernandes decidiu abandonar a trajetória no carnaval para levar uma nova mensagem através da música — o Evangelho de Jesus Cristo. Hoje ele é pastor e está há dois meses trabalhando com seu novo projeto de música cristã, “Graça, Tambor e Cordas”.

 
Considerado cantor revelação do carnaval de 2009, quando fazia parte da banda Chica Fé, Séo lidava com alguns conflitos dentro de si em relação à mensagem de suas músicas, já que ele havia se convertido ao Evangelho alguns anos antes, em 2005, e recebeu influências de sua mãe, que é evangélica.
 
“Além da educação de minha mãe, fizemos um show em Belo Horizonte e a convite do percussionista eu acabei indo num culto na Igreja Batista da Lagoinha”, disse ele em entrevista ao Guiame na Expoevangélica. “Eu acabei comprando algumas coisas para levar para minha mãe e uma delas foi o CD de Nívea Soares. Ouvi o disco no hotel e a presença de Deus inundou aquele quarto. Nunca mais eu fui a mesma pessoa. Eu nasci de novo ali mesmo”.
 
Depois de fazer parte da Chica Fé por 12 anos, Séo decidiu encerrar sua carreira na música em 2012, após o assassinato de um jovem durante um show em Belém, no Pará. Desde então, ele vem se dedicando ao Evangelho e se tornou pastor na Comunidade Revolução da Graça, em Salvador, na Bahia.
 
“De dois anos para cá essa paixão pela música começou a ressurgir com a ideia de uma mensagem cristã. Hoje parece que eu sempre desejei isso e agora eu estou realizando”, disse Séo. “Eu vivia em função da música, hoje a música que eu faço vive em função de uma mensagem. Eu não me importo se eu parar de cantar hoje. Eu só não posso viver sem a mensagem do Evangelho”.
 
Impacto
 
Séo conta que não teve um histórico marcado pelo uso de álcool, drogas e outros hábitos nocivos antes de se converter, mas destaca que o Evangelho o tornou uma pessoa mais inteligente. “Eu mal tinha feito o segundo grau, detestava ler e hoje sou escritor, eu amo o conhecimento. O Evangelho trouxe isso para mim”, afirma.
 
Séo revela que se incomoda quando sua performance é comparada com a de Saulo, mas diz que os dois têm uma relação de respeito e incentivo.
 
“Quando eu cantava no secular a comparação era mais complicada, mas hoje eu não tenho porquê me queixar dessa referência. Eu só tenho a me orgulhar do meu irmão, ele é uma referência”, disse Séo. “Ele tem aquele orgulho de pai por tudo o que eu estou vivendo, porque ele sabe que é a minha verdade. Eu respeito a música que ele faz, ele respeita a minha, não há conflito”.
 
O álbum Graça, Tambor e Cordas, lançado em junho pela Sony Music, apresenta uma mensagem marcada pela poesia e alegria baiana. Um dos projetos de Séo para o novo álbum é transformar suas músicas em um espetáculo teatral e explorá-las em shows de rua.

Galeria de fotos